domingo, 15 de janeiro de 2017

Recolho a hora do dia. Gostava de te dizer que estou em paz mas carrego pesos que nem sei de onde vêm. Dou-te o meu olhar castanho. Tudo o que te posso dar. Voa por mim que ver-te-ei no céu azul.



5 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

é preciso afastar os fantasmas

é necessário manter o equilíbrio para voar nesse céu azul

um bom domingo

beijinho amigo

:)

Justine disse...

E se voares também? Experimenta...

Graça Pires disse...

O teu olhar castanho irá atrás das aves. E serás livre!
Uma boa semana, Teresa.
Um beijo.

Mar Arável disse...

Para voar são necessárias duas asas

Manuel Veiga disse...

"um pouco mais de azul..."
e serás Céu.