segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Disseste três,
eram trinta os mantos
onde escondeste o que sentias.

(haverá espaço no espaço para o que querias dizer?)

Disseram-me - é assim,
como se todas as coisas
fizessem parte de mim.

Disseste-me - sou assim,
barco desgovernado
num mar encarpado,
destino para mim.

2 comentários:

Manuel Veiga disse...

quem assim fala, não engana..., enfim, admito.

gostei do poema, muito bom

abraço

Mar Arável disse...

Sempre um prazer navegar no seu espaço
Bj