sábado, 2 de janeiro de 2016

Erguem-se bolhas de água transbordando o tanque
forrado de musgo viscoso molhando as folhas caídas
em terreno seco.
As vozes foram proferidas em dia invernoso
desvendando saberes tão antigos
quanto a natureza encerra.
Descansa o guerreiro num tronco de árvore
que tem mais de mil histórias para contar.


6 comentários:

Graça Pires disse...

Mil histórias para contar. As palavras dos saberes antigos...
Um beijo, Teresa e desejos de Ano Bom.

Mar Arável disse...

Na luz de um fósforo

um beijo

heretico disse...

há troncos de árvore, que são verdadeiros "tronos"...

votos de BOM ANO

beijo

Rui Fernandes disse...

Isso é chato! Mas não faz mal. O que eu desejo é que tenhas o bom ano que desejas ter.

Rui Fernandes disse...

Agora não é para comentar, é para anunciar: estou em processo de mudança para um novo sítio. O URL é:

http://www.blog.tremontelo.pt/

Agradeço uma visita e um comentário breve. Rui

© Piedade Araújo Sol disse...

por vezes as palavras proferidas também lembram o Inverno...

um beijo

:)