sexta-feira, 12 de setembro de 2014



[Paula Rego]



Ouve os sons na ausência da percepção.
Será o teu corpo o palco de todas as tentativas,
destruirão o resto do tempo arrastado,
pétalas do teu cabelo cairão entre os dedos.
Queres descansar desistir  flutuar.
Silhueta desgastada e esgotada.



Sem comentários: