quinta-feira, 1 de agosto de 2019





Não sei quando aconteceu, as árvores chamaram-me, os cumes das serras gritaram e eu tão impotente fui. Fui e levei os pássaros, fui e levei os lobos, os grifos, todos o animais que queriam ir comigo. Fugimos para os bosques onde não nos encontrariam, outra terra longe desta, longe dos olhos dos predadores, longe do Ser Humano, longe de tudo. Fugimos e escondemo-nos. Até quando aguentaremos? Até quando seremos perseguidos? Dizem os pássaros, as raposas, as galinholas, os faisões e com eles os teixos em extinção. Até quando conseguimos estar escondidos?  Deixei cair a mochila, não os posso assegurar, regra dos Homens, regra dos Seres Humanos, eu que pertenço a eles.

Sem comentários:

Publicar um comentário